Muro de calfit



Calfit: uma técnica biocostrutiva de revestimento muito prática, que leva materiais de fácil acesso e de rápida execução. Assemelha-se ao calficit, entretanto não leva cimento na massa.

Como não colocamos cimento, resolvemos dobrar a quantidade de cal, daí usamos 10%. A cal tem uma série de vantagens sobre o cimento. Entre elas, destaca-se o fato de não ter tantos aditivos químicos como o cimento, não retém umidade e faz com que a água tenha livre transito na parede. Ou seja, não mofa.

Fomos convidados para fazer o revestimento do muro de adobe secular montado por escravos da casa da Lili e Conceição, no Largo do Comércio, em São Gonçalo do Rio das Pedras, Serro - MG.

Segundo a Dona Conceição: "Os pedreiros aqui do lugar se esqueceram de como se constrói usando terra". De fato, todo mundo usa muito cimento para fazer as suas casas. Neste sentido, aceitamos a proposta e a Marcenaria de Caçamba foi até a sua casa para fazer o serviço, que ficou como vocês vão poder conferir no passo a passo que deixamos a seguir:

Inicialmente o muro estava parcialmente revestido com um chapiscado e um reboco de concreto, exibindo também partes dos blocos de adobe e cobertura de telhas avariadas.

Descascamos o muro todo e deixamos ele no adobe.

Chegamos lá, o primeiro passo foi retirar o concreto e as partes fofas com uma enxada e uma entalhadeira, para que a massa pudesse aderir melhor.

Tiramos também a camada de cimento que protegia o muro e que estava caindo

Regamos a parede e começamos a montar a masseira sobre uma lona que estendemos no chão. A masseira levou a seguinte receita:

  • Dois carrinhos de areia média;
  • Um carrinho de terra argilosa vermelha;
  • Dois baldes de serragem média;
  • Um balde de cal para reboco.


Adicionando cal e o restante dos ingredientes à masseira.

Com este material homogeneizado sobre a lona e devidamente protegidos com luvas, começamos a fazer o barreamento das partes, passando uma fina camada da mistura ao longo das paredes.

Com a mão mesmo fomos modelando as paredes do muro e quando vimos, já tinhamos feito a parte de fora quase inteira.

O próximo passo foi fazer a arte. Com rolinhos de massa, fomos fazendo uma série de figuras em alto relevo para compor a faixada. Dai foi soltar a imaginação e fazer a arte fluir.

As texturas em alto relevo ficam bonitas e dão um toque original.

No final das contas ficou muito bom o resultado e o melhor de tudo é que as donas da casa gostaram do resultado. Damos graças à todos que de alguma maneira contribuíram para esta empreita e para fechar, gostaria de dizer bioconstruir é muito bom, pois a terra é  moldável, aceita bem o trabalho manual e se você faz algo que "deu errado", basta desmontar e fazer tudo de novo.


No futuro, vamos fazer uma pintura com tinta de terra e no momento oportuno, passaremos a receita para que você possa fazer você mesmo. Se você um dia vier à São Gonçalo e vir o muro de perto, lembre-se de dar um joinha e dizer que viu isso no Marcenaria de Caçamba.




Conheça também...
CURSO ONLINE

permacultura_curso
Informamos que as inscrições para nosso curso online são liberadas apenas para os que se cadastram na nossa lista de e-mails e completam a semana inicial de estudos. Para participar, cadastre-se CLICANDO AQUI e acompanhe a semana de materiais gratuitos. No final, você receberá o convite para se matricular no nosso curso online.





Um comentário :